O campo rejuvenesce

Publicado em 13 de abril de 2018

Comentário(s)

Houve um tempo em que muitos jovens deixavam os negócios da família no interior em busca de uma vida melhor na cidade. Há quem ainda faça isso, mas os números no setor cooperativista mostram que este pensamento está mudando.

E, com isso, o campo rejuvenesce! Sim, rejuvenesce porque os filhos buscam qualificação, mas permanecem ou voltam para a propriedade; porque os pais estão abertos às inovações; porque as tecnologias, as boas práticas e as técnicas modernas de produtividade são realidade nas pequenas propriedades rurais; porque a gestão é empresarial, pois hoje os produtores percebem que são proprietários de um negócio.

Ricardo Luiz Furlanetto é exemplo entre os jovens que vislumbram o futuro no campo. A família é associada à Cooperalfa. Aos 23 anos, ele administra os negócios juntamente com os pais e é ali, na propriedade situada em Marema (Oeste catarinense), que pretende constituir sua família.

Hoje, a área de plantação é de 31.5 hectares, além de dois galpões que alojam em média 45 mil aves/lote. “Desde pequeno fui incentivado pelo meu pai, porém, ele também me deu opção de fazer outra coisa, caso preferisse. E teve mesmo um período que busquei algo diferente. Trabalhei por seis meses como auxiliar de almoxarifado em Xaxim, mas decidi voltar”.

Ricardo trabalha como responsável pela avicultura juntamente com a mãe Carmem e seu pai Luiz Furlanetto cuida da lavoura. A irmã Carla Regina não permaneceu na propriedade, mas mantém a essência do cooperativismo, pois trabalha em uma cooperativa de crédito, no município de Xaxim. As decisões são tomadas em conjunto e as capacitações estão entre as ferramentas para inovar. Entre os cursos, a família participou do Programa De Olho na Qualidade, Qualidade Total Rural e Times de Excelência – soluções que contemplam o Projeto “Encadeamento Produtivo: Aurora Alimentos - Sebrae/SC: suínos, aves e leite". Atualmente, o empreendimento se prepara para receber a certificação de Propriedade Rural Sustentável.

 “Os programas ajudaram na ampliação da autoconfiança e, principalmente, na lucratividade da granja. Antes de 2017, não tínhamos controle algum e o lucro era de 16%. Em 2017, o ano fechou com 40% de lucro. Estávamos trabalhando no prejuízo e não sabíamos. A lavoura estava bem defasada com margem de lucro de 14% e passou nessa safra para 61%. Temos potencial para melhorar ainda mais”, observa Ricardo.

Segundo ele, a meta é ficar entre os 10 melhores produtores de aves da Aurora Alimentos em cinco anos. “Também queremos melhorar nossa qualidade de vida tirando férias, coisa que não fazemos há anos, além atualizar e inovar a propriedade. Não podemos parar de estudar. Fazer o QT foi uma prova disso porque achava que não teria tempo. A gente vê os resultados e se anima para trabalhar. Com o pai, também aprendo a cada dia. A decisão dele pesa, pois tem experiência”, comenta.

Os pais também confirmam que os programas ajudaram a proporcionar um melhor controle da propriedade, com ferramentas para avaliar o lucro e os prejuízos. Também destacaram a importância de dar continuidade à propriedade. “Para nós, é um orgulho que nosso filho assuma os negócios. O mundo precisa de alimentos e com o uso correto das técnicas e tecnologias adequadas, além de uma gestão eficiente, é possível produzir um bom produto e ter uma vida de qualidade. Sabemos o que consumimos e, se é bom para nós, será bom para o consumidor também”, conclui Luiz.

Fonte: MB Comunicação




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC